terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Melhores Filmes de 2013 - TOP 15



Em retrospectiva, 2013 foi um ano de boas surpresas cinematográficas. Abaixo listei 15 dos filmes mais bem avaliados em sites como Rotten Tomatoes, IMDB e reddit e que, na minha opinião, são os melhores filmes de 2013:

1. Gravidade (Gravity)

Gravidade é um sinistro e tenso thriller de ficção científica que é magistralmente dirigido por Alfonso Cuarón e visualmente deslumbrante. Um roteiro simples, e por vezes até clichê, mas executado com uma cinematografia, sonorização, efeitos e interpretação espetaculares, capazes de deixar todos tensos da primeira à última cena. Sem falar da fortíssima interpretação de Sandra Bullock, que levou o filme nas costas praticamente sozinha até o fim, com atuação controlada e no tom preciso. Acredite no hype: Gravidade é sim o filme do ano.

Drama, Mistério e Suspense, Ficção Científica
Diretor: Alfonso Cuarón
Roteiro: Alfonso Cuarón, Jonás Cuarón
Elenco: 
Sandra Bullock e George Clooney



2. Ela (Her)

"Her" estreiou nos cinemas americanos apenas neste dezembro de 2013. Do diretor Spike Jonze, a comédia apresenta um escritor aposentado (Joaquin Phoenix) que se apaixona por um sistema operacional altamente avançado de seu computador. Doce, com alma, e inteligente, o filme usa um ambiente levemente 'sci-fi' para apresentar uma crítica irônica e emocionante sobre o estado das relações humanas modernas. Uma das histórias mais originais e envolventes do ano.

Comédia, Drama
Diretor: Spike Jonze
Roteiro: Spike Jonze
Elenco: Joaquin Phoenix, Amy Adams, Scarlett Johansson




3. 12 Anos de Escravidão (12 Years a Slave)

O filme, que é favorito no Oscar, conta a histório de Solomon Northup, o cidadão de Nova York que foi sequestrado e posto para trabalhar em uma plantação em New Orleans em 1800. O filme possui um olhar com uma firmeza brutal não só dos 12 anos de um escravo, mas de toda a escravidão americana. Sem romantismos e sem dramalhões excessivos. Um relato real apresentado de forma realista. Triste e depressivo, mas imperdível.

Biografia,Drama, Histórico
Diretor: Steve McQueen
Roteiro: John Ridley (roteiro), Solomon Northup (livro)
Elenco: Chiwetel Ejiofor, Michael Fassbender, Brad Pitt, Benedict Cumberbatch



4. À Procura do Amor (Enough Said)

O filmes estrelando o finado James Gandolfini e a hilária Julia Louis Dreyfus é o melhor que uma comédia-romântica madura poderia ser. Irônico, encantador, impecavelmente encenado, e, finalmente, muito amargo. Uma comédia muito inteligente sobre como namorar aos 50. Diálogos interessantes, química perfeita entre os atores e cenas bem dirigidas fazem essa comédia-romântica ser miraculosamente romântica e cômica ao mesmo tempo.

Comédia, Romance
Diretor: Nicole Holofcener
Roteiro: Nicole Holofcener
Elenco: Julia Louis-Dreyfus, James Gandolfini, Catherine Keener, Toni Collette



5. Capitão Phillips (Captain Phillips) 

Capitão Phillips é um filme de múltiplas camadas que narra uma história real, o sequestro do navio transportador de containers Maersk Alabama dos EUA por uma tripulação de piratas somalis em 2009. Inteligente, ágil, e incrivelmente intenso, Capitão Phillips é um filme biográfico muito bem feito com mais uma performance brilhante dTom Hanks. Uma obra de arte que é um dos destaque do ano graças ao diretor e ao protagonista.

Aventura, Biografia, Drama
Direção: Paul Greengrass
Roteiro: Billy Ray (roteiro), Richard Phillips (livro "A Captain's Duty: Somali Pirates, Navy SEALS, and Dangerous Days at Sea")
Elenco: Tom Hanks, Barkhad Abdi, Barkhad Abdirahman



6. É o Fim (This Is the End)

A comédia segue seis amigos presos em uma casa depois de uma série de acontecimentos estranhos e catastróficos devastar Los Angeles. Enquanto o mundo acaba do lado de fora, o fim dos mantimentos e tensões dentro da casa ameaçam acabar com as amizades. Performances hilárias, auto-depreciativas e indutoras de gargalhada se destacam em um roteiro que parece ter sido escrito superficialmente para deixar os atores brilharem. Um filme idiota no melhor sentido possível.

Comédia
Direção: Evan Goldberg, Seth Rogen
Roteiro: Evan Goldberg, Seth Rogen
Elenco: James Franco, Jonah Hill, Seth Rogen




7. Vidas ao Vento (Kaze tachinu / The Wind Rises)

Dirigido e roteirozado pelo gênio Hayao Miyazaki, a animação apresenta um olhar sobre a vida de Jiro Horikoshi, o homem que projetou caças japoneses durante a Segunda Guerra Mundial. Mesmo não conseguindo se comparar em alguns aspectos a outras obras do Studio Ghibli, "Vidas ao Vento" ainda prova como uma história pode ser contada de maneira apropriadamente agridoce pelo recém-aposentado diretor Hayao Miyazaki. Um belíssimo ato final para uma grande carreira.

Animação, Biografia, Drama
Direção: Hayao Miyazaki
Roteiro: Hayao Miyazaki




8. Trapaça (American Hustle)

O filme conta a história de um brilhante trapaceador (Christian Bale), que junto com sua parceria (Amy Adams) é forçado a trabalhar para um agente do FBI (Bradley Cooper). Extremamente engraçado e com elenco impecável, American Hustle compensa algumas falhas com um roteiro inteligente, uma cinematografia enérgica, fotografias perfeitas e truques de direção impecáveis e vibrantes de David O. Russell. Um dos filmes mais empolgantes e brilhantes do ano.

Crime, Drama
Diretor: David O. Russell
Roteiro: Eric Singer, David O. Russell
Elenco: Christian Bale, Amy Adams, Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert De Niro




9. Azul é a Cor Mais Quente (Blue Is The Warmest Color)

O filme conta a história de uma menina de 15 anos que está começando a vida adulta e sonha em viver seu primeiro amor. Logo ela fica dividida entre um garoto de sua escola e uma misteriosa menina de cabelo azul. Ousado, honesto, deliberado e deliciosamente intenso, a produção consegue usar elementos polêmicos de maneira elegante e tem como resultado um dos dramas mais emocionalmente envolventes do cinema moderno. O filme é realmente muito mais excepcional que a polêmica gerada por ele.

Drama, Romance
Diretor: Abdellatif Kechiche
Roteiro: Abdellatif Kechiche  e Ghalia Lacroix 
Elenco: Léa Seydoux, Adèle Exarchopoulos, Salim Kechiouche



10. O Hobbit: A Desolação de Smaug (The Hobbit: The Desolation Of Smaug)

Segundo filme da trilogia adaptada da obra-prima "The Hobbit", de JRR Tolkien, "The Hobbit: A Desolação de Smaug" continua a aventura do hobbit Bilbo Baggins (Martin Freeman) enquanto ele viaja com o Gandalf Wizard (Ian McKellen) e treze anões, liderados por Thorin Escudo de Carvalho (Richard Armitage) em uma jornada épica para recuperar o Reino anão. Embora ainda um pouco prejudicado por problemas narrativos e por ser extremamente longo, a desolação de Smaug consegue ser um segundo capítulo mais emocionante da série. A excelência ténica do ano.

Aventura, Fantasia
Diretor: Peter Jackson
Roteiro: Fran Walsh e Philippa Boyens
Elenco: Ian McKellen, Martin Freeman, Richard Armitage, Benedict Cumberbatch, Evangeline Lilly, Orlando Bloom


11. Temporário 12 (Short Term 12)

Grace é uma jovem com passado familiar complicado que começa a trabalhar como assistente social em um orfanato. Enquanto se adapta à dura realidade das pessoas acolhidas, Grace conhece Mason, outro assistente com quem passa a ter um relacionamento. É um drama enfático, que consegue trazer o público para a perspectiva de jovens negligenciados. Ele vai conseguir fazer você rir em um minuto e chorar no outro. 

Drama
Diretor: Destin Cretton
Roteiro: Destin Cretton
Elenco: Brie Larson, Frantz Turner, John Gallagher Jr.




12. Blue Jasmine (Blue Jasmine)

Obra mais recente do diretor Woody Allen, apresenta uma socialite de Nova York sem dinheiro que se esforça para superar uma crise de meia idade na casa de sua irmã. Jasmine é uma das melhores produções de Woody Allen, principalmente graças ao elenco soberbo liderado por Cate Blanchett. O filme é uma captura de quase perfeita de uma mulher à beira de um ataque de nervos tentando manter a classe. Fascinante.

Comédia, Drama
Diretor: Woody Allen
Roteiro: Woody Allen
Elenco: Cate Blanchett, Alec Baldwin, Peter Sarsgaard




13. Antes da Meia-Noite (Before Midnight)

Sequência dos envolventes Antes do Amanhecer (1995) e Antes do Anoitecer (2004). Dirigido por Richard Linklater, que divide o roteiro com ambos os atores, Ethan Hawke e Julie Delpy. Enquanto of filmes anteriores destacavam os personagens se encontrando e se envolvendo, este apresenta as perspectivas do amor, casamento e compromisso de longo prazo. Original, criativo, único e com personagens e histórias muito interessantes.

Comédia, Drama
Diretor: Richard Linklater
Roteiro: Richard Linklater, Julie Delpy
Elenco: Ethan Hawke, Julie Delpy, Seamus Davey-Fitzpatrick





14. Minha Vida com Liberace (Behind the Candelabra)

Antes de Elvis, Madonna e Lady Gaga, houve Liberace: pianista talentoso e uma estrela extravagante nos palcos e na televisão. O filme feito para TV (HBO) é baseado na vida real de Liberace e seu relacionamento com o jovem Scott Thorson. O filme consegue ser afetuoso sem sacrificar a honestidade, e se destaca principalmente pelas grandes performances de Michael Douglas e Matt Damon e pela direção afiada de Steven Soderbergh. Corajoso, real e fabuloso.

Biografia, Drama, Romance
Diretor: Steven Soderbergh
Roteiro: Richard LaGravenese (roteiro), Scott Thorson (livro)
Elenco: Matt Damon, Scott Bakula, Michael Douglas, Eric Zuckerman





15. Muito Barulho por Nada (Much Ado About Nothing)

Um projeto ousadíssimo de Joss Whedon dá um visual contemporâneo ao texto clássico de Shakespeare. Filmado em apenas 12 dias (e usando o texto original), a história dos amantes Beatrice e Benedick  oferece uma visão negra, sexy e, ocasionalmente, absurda do jogo intrincado que é o amor. Uma comédia romântica divertida, com elenco harmonioso e a direção única de Whedon. Leve, delicioso e bem-humorado.

Comédia, Drama, Romance
Diretor: Joss Whedon
Roteiro: Joss Whedon (adaptação), William Shakespeare
Elenco: Alexis Denisof, Amy Acker, Fran Kranz, Clark Gregg, Sean Maher


Menções honrosas:

Além da fronteira (Out in the dark)
- Cine Holliúdy
- Os Suspeitos (Prisoners)
Frances Ha
The Spectacular Now
Círculo de Fogo (Pacific Rim)
- Jogos Vorazes: Em Chamas (The Hunger Games: Catching Fire)


Sentiu falta de algum filme na lista? Comente!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

VOTE: Qual o melhor álbum lançado em 2013?



Com a facilidade de acesso a músicas em formato digital e com os artistas cada vez mais focando no lançamento de singles, cada vez mais os álbuns têm sido menos procurados. A prova disso é que a venda de álbuns completos têm caído, mas a de singles digitais tem crescido vertiginosamente. Com isso, os artistas que se preocupam em fazer um disco rico, com conceito e recheado de músicas significativas e que se completam no todo merecem um crédito extra em um mercado que não dá mais tanto valor a isso.

VOTAÇÃO ENCERRADA EM 31/12/2013

Clique neste link e veja o resultado da votação: TOP 30 Melhores Albuns de 2013


Create your free online surveys with SurveyMonkey , the world's leading questionnaire tool.

sábado, 7 de dezembro de 2013

TOP 30 Melhores Músicas de 2013 (Parte 2)


No post anterior comecei a falar das 30 Melhores Músicas de 2013 [CLIQUE AQUI PARA CONFERIR]. Nesta continuação destaco as 15 melhores pérolas de 2013. Cada uma dessas músicas não só me marcaram, mas acredito que trouxeram algo de novo para o cenário pop.

Confira a lista:

15. Icona Pop – I Love It (feat. Charli XCX)
gênero: electro house


14. Gotye – Hearts a Mess

gênero: Alternative/eletronic


13. Swedish House Mafia – Don't You Worry Child feat. John Martin

gênero: Dance/House


12. 5 A Seco – Pra Você Dar o Nome

gênero: MPB


11. Alicia Keys – Fire We Make (Ft. Maxwell)
gênero: neo-soul

10. Lianne La Havas - Don't Wake Me Up

gênero: neo-soul


9. 5 A Seco & Maria Gadu – Em Paz

gênero: MPB

8. Capital Cities – Kangaroo Court

gênero: nu-disco/synthpop


7. Lana Del Rey – Young and Beautiful

gênero: alternative/indie-pop


6. Frank Ocean – Forrest Gump

gênero: R&B


5. Lady Gaga – Applause

gênero: pop


4. Mariah Carey – The Art of Letting Go

gênero: soul


3. Macklemore & Ryan Lewis – Same Love (feat. Mary Lambert)

gênero: hip-hop/rap


2. Sara Bareilles – Brave

gênero: pop


1. Mariah Carey – #Beautiful (feat. Miguel)

gênero: neo-soul/R&B


Menções honrosas:
Músicas que foram os maiores hits de 2013 e não estão nessa lista

"Locked Out Of Heaven" - Bruno Mars
"Roar" - Katy Perry
"Royals" - Lorde
"Blurred Lines" - Robin Thicke e T.I. and Pharrell
"Get Lucky" - Daft Punk e Pharrell

Sentiu falta de alguma música? Alguma canção que deveria estar na lista? Cometi alguma injustiça? Comente aqui!


terça-feira, 3 de dezembro de 2013

TOP 30 Melhores Músicas de 2013 (Parte 1)



Em uma retrospectiva das músicas lançadas como single em 2013, este foi um ano sem grandes novas supressas (como Gotye ano passado) mas mesmo assim com algumas novas músicas muito interessantes. Fiz uma lista do TOP 30 (com ajuda do last.fm) das melhores músicas lançadas em 2013 na minha opinião.

Confira a lista e clique nos vídeos para ouvir as músicas:

30. India.Arie – Flowers
gênero: neo-soul


29. Zedd – Clarity (ft. Foxes)
gênero: electro-house



28. OneRepublic – Counting Stars
gênero: pop/rock



27. London Grammar – Strong
gênero: brit-pop



26. Jamie Cullum – The Same Things
gênero: jazz



25. Rudimental – Waiting All Night ft Ella Eyre
gênero: electronic



24. Pink – Just Give Me A Reason ft Nate Ruess
gênero: pop



23. Daft Punk – Lose Yourself to Dance (feat. Pharrell Williams)
gênero: funk/disco



22. Fergie – A Little Party Never Killed Nobody (All We Got) (feat. Q-Tip & GoonRock)
gênero: dance


21. Muse – Madness
gênero: alternative rock



20. Janelle Monáe – Q.U.E.E.N. (feat. Erykah Badu)
gênero: funk/R&B



19. Keane – Higher than the Sun
gênero: britpop



18. Naughty Boy – Lifted Ft. Emeli Sande
gênero: tecnopop



17. James Blake - Retrograde
gênero: neo-soul/R&B



16. Marcelo Jeneci – Feito Pra Acabar
gênero: mpb

 


domingo, 1 de dezembro de 2013

The Art of Letting Go: Mariah Carey lança música de volta às origens

Muito se fala da "old Mariah", aquela que cantava baladas clássicas como "Hero" e "Without You" e blues e soul com ênfase em sua voz como "Vision of Love" e "Emotions". Isso porque no decorrer dos 25 anos de carreira a cantora mudou muito, e hoje explora o R&B com influência do jazz, voz mais suave com ênfase no whisper register, e parcerias constantes com nomes do hip-hop.

Eis que no fim de outubro, Mariah Carey preparou um lançamento exclusivo no Facebook de uma canção que ela diz ter escrito e gravado para os fãs: "The Art of Letting Go" (TAOLG).

A música é um neo-soul com instrumental orquestrado e bastante minimalista para dar espaço para apresentar a voz da Mariah Carey, que se apresenta rica de texturas, com melismas brilhantes, graves e agudos fortes e uma emoção de arrepiar.

TAOLG conseguiu unir brilhantemente as melhores qualidades da "old Mariah" com a "new Mariah". A voz está ali, potente, com um toque da suavidade e emoção da Mariah atual; o estilo de soul clássico tem toques de modernidade e um mix com o R&B. Uma faixa perfeita para mostrar por que a Mariah é a última grande Diva de nossa geração.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...