Teatro - Zé Zenas, Marcos Veras e Terapia do Riso

Nesse último mês troquei o cinema pelo teatro nas minhas horas vagas. O balanço foi basicamente positivo. Posto aqui crítica a respeito dos três últimos espetáculos de humor que assisti em ordem de preferência:

1. Z.É. - ZENAS EMPRO- VISADAS

Quem conhece "É Tudo Improviso" pode se surpreender pois tudo que é feito no programa já foi feito muito antes pelo Z.É. E quem não conhece, também vai se surpreender com a criatividade e o talento de todos os humoristas que compõe o elenco. Em cartaz desde 2003, o espetáculo é basicamente um show de humor "emprovisado". Por se basear na improvisação, nada nunca se repete e os humoristas interagem com o público, que se sente parte integrante do espetáculo ao dar sugestões e idéias que são encenadas por atores com comprovada formação teatral e experiência profissional. Destaco o quadro musical, onde os humoristas têm que inventar uma música com uma letra inusitada envolvendo situações sugeridas pelo público. Hilário!!! 

O elenco fixo possui Fernando Caruso, Gregório Duvivier, Marcelo Adnet e Rafael Queiroga. Cada apresentação conta com um diretor e um humorista convidados, sempremuito famosos e talentosos. 

O espetáculo estará em cartaz até 01/06 no Vivo Rio. Depois disso, fique ligado na agenda do site oficial: http://www.zenasemprovisadas.com.br/


2. MARCOS VERAS - FALANDO ÀS VERAS

Ele é humorista do "Zorra Total". Isso poderia contar como um ponto negativo para Marcos Veras, mas serve como um reforço de como a Globo desperdiça os talentos que tem em mãos. Depois de assistir esse espetáculo posso afirmar com certeza que Marcos Veras é um dos melhores humoristas fazendo stand-up comedy no Brasil atualmente. Ele já chega ao palco tirando sarro de si próprio por suas aparições na TV Globo terem sido basicamente postas no Zorra Total e um pavão mascarado (que nem tinha falas) no Sítio do Pica-Pau Amarelo. 

Mesmo tendo um textinho pronto, o ator mostra jogo de cintura para improvisar e interagir com o público. No teatro onde o assiti houveram falhas técnicas e ohumorista aproveitou o gancho para tirar sarro de sua equipe.

Também destaco como um dos melhores momentos do show as críticas e análises do mundo da música pop. De Daniel a 50 Cent, do funk ao samba, todos os cantores e ritmos são parodiados de forma hilária. 

Mas o grande destaque do espetáculo é o carisma e simpatia do humorista, que sempre toma o cuidado de usar piadas inteligentes de nunca gratuitamente destrutivascomo é tendência em alguns stand-up shows por aí (Danilo Gentile devia aprender com ele!).

Confira a agenda no site: http://www.marcosveras.com.br/

3. TERAPIA DO RISO

Algo me dizia que essa peça seria decepcionante. E minhas piores expectativas se concretizaram. O início é muito engraçado. Uma terapeuta começa a ensinar o público a 'terapia do riso' de maneira muito bem-humorada. Mas depois disso, toda a peça caiu no cliché e mergulhou num poço de piadas forçadas e de muito mau gosto. 

O texto fraco poderia ser compensado por bons atores, mas não é o que acontece. Nenhum dos atores do elenco tem bom timing de humor. Alguns beiram o amadorismo. O ator principal do elenco consegue as vezes estabelecer um bom contato com o público, mas é o único. Todos os outros são desprovidos do carisma necessário pra qualquer humorista. 

Enfim, peça não recomendada. Mesmo!

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Música Brasileira: 12 melhores cantores e bandas da nova MPB

Música Indie: +10 Melhores Cantores e Bandas Indie hoje

Recorra à Ouvidoria (Vivo, Oi, Tim, Claro, NET)