sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

"Tim Maia - Vale Tudo, O Musical". Intenso, divertido e emocionante.

No dia 15 de março de 1998, Tim Maia comparecia com horas de atraso à que seria a gravação de um show ao vivo pela Multishow no Teatro Municipal de Niterói. Porém, no meio de uma música o cantor sofreu um enfarto e faleceu a caminho do hospital. Terminou assim a história de vida de um cantor que o Brasil conheceu como o rei da black e soul music, que vivia em meio às drogas. Assim começa a primeira cena do musical "Tim Maia - Vale Tudo" de Nelson Motta e João Fonseca. E como é falado na abertura do musical, muito mais há para se cantar sobre Tim Maia.

Tiago Abravanel, filho de Silvio Santos, é o interprete de Tim Maia. Porém, assisti a o espetáculo com o cover Danilo de Moura que dá um verdadeiro show na pele do cantor. Seu carisma, sua voz e sua emoção envolvem o público logo no início. E diga-se de passagem, que abertura incrível ao som de um arranjo lindíssimo de "Vale Tudo".

Durante o espetáculo, o elenco Izabella Bicalho, Lilian Valeska, Pedro Lima, Reiner Tenente, Evelyn Castro, Pablo Áscoli, Bernardo La Rocque, André Viéri, Aline Wirley e Leticia Pedroza cumprem uma maratona e interpretam de três a sete personagens cada, desde os pais de Tim Maia e figuras célebres como Roberto e Erasmo Carlos, Elis Regina, Jorge Benjor, Carlos Imperial, Chico Buarque e o próprio Nelson Motta, até presenças pontuais como irmãos, músicos, amigos, entre outros.

Além de Danilo, um grande destaque do espetáculo é a incrível atriz Evelyn Castro. Interpretando a mãe do cantor, ou uma gringa alcólatra que o abrigou nos EUA, Evelyn mostrou muito carisma, timing para um humor aleatório (ao melhor estilo Tatá Werneck), uma voz fenomenal, duetos incríveis, além de alguns improvisos e risadas inacreditáveis ao longo da montagem.

Lilian Valeska também foi um grande destaque, interepretando o grande amor de Tim Maia, e fazendo duetos com o cantor de canções como  “Gostava Tanto de Você” e "Você".

O espetáculo também apresenta alguns personagens muito caricatos e forçados, que contrastam com o realismo e carisma dos atores que citei acima. Como é o caso das interpretações de Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Jorge Ben. Mas tudo isso é relevado no final, com um encerramento emocionante.

Destaque também para a direção musical e arranjos de Alexandre Elias, que traz algumas músicas em versões mais lentas e introspectivas, e outras com arranjos vocais fenomenais. Sem falar da iluminação que fez o musical ficar ainda mais forte, belo e emocionante, sobretudo à última cena.

Infelizmente o Theatro NET em Copacabana não é muito bom. Se você não sentar próximo ao meio do teatro, não conseguirá ter visão total do palco.

É bom ver que o Brasil vem crescendo no segmento dos musicais. E ainda melhor é ver que temos tantos talentos tanto para produção quanto para excecução de grandes espetáculos como esse. Certamente "Vale Tudo" é um espetáculo que se aproxima de grandes produções da Broadway e mostra que não precisamos adaptar o que vem de fora, mas também produzir algo novo.

 
Ficha Técnica
Texto: Nelson Motta
Direção Geral: João Fonseca
Direção Musical e Arranjos banda/vocais: Alexandre Elias
Elenco: Danilo de Moura como Tim Maia, Izabella Bicalho, Lilian Valeska, Pedro Lima, Reiner Tenente, Evelyn Castro, Pablo Ascoli, Bernardo Lá Rocque, Andreh Vieri, Aline Wirley e Leticia Pedroza
Cenário: Nello Marrese
Figurino: Rui Cortez
Iluminação: Paulo César Medeiros
Desing de Som: Branco Ferreira
Direção de Movimento e Coreografia: Sueli Guerra
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...