domingo, 8 de março de 2015

TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

Hoje, 8 de Março, é o Dia Internacional da Mulher, hora de levantar minhas bandeiras feministas e comemorar trazendo pra vocês a minha lista Top 10 Heroínas Mais Foda da Ficção!

Agora, só para esclarecer, quando digo 'heroínas' não significa que todas as meninas nesta lista são deusas super-poderosas que podem dar uma surra em qualquer um que passe em sua frente (na verdade, eu deliberadamente excluí muitas superheroinas desta lista para mantê-la o mais equilibrada possível). Significa apenas que todas as mulheres desta lista são impressionantes do seu próprio modo. São o tipo de garotas que podem se virar por conta própria, ajudar os outros quando for necessário, e não precisam de um homem para salvá-las. São personagens da TV, do cinema, de livros e da internet. Provavelmente haverá alguns spoilers neste post, então leia por sua conta e risco.

Então vamos celebrar o Dia Internacional da Mulher pela contagem regressiva do Top 10... E a coroa vai para... Rufem os tambores! Trrrrrrrrrrrr… Trrrrrrrrrrrrrrrrrrr… Trrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr…



Buffy TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

1. Buffy Summers (Buffy - A Caçadora de Vampiros)

Sou fã de Joss Whedon e da série, e sei que sou suspeito para falar. Mas Buffy é a heroína mais bem escrita para a TV. Não por ela ter super-força e matar vampiros. Ela é uma adolescente com bravura e sabedoria além de sua idade, sincera e de apelo universal, passando por situações que qualquer mulher passa em seu dia-a-dia. Buffy tem coisas humanas para se preocupar além das sobrenaturais. Claro, ela teve de lidar com o apocalipse e com a morte (duas vezes). Mas ela também teve seu coração partido, se esforçou para entrar na faculdade, foi objeto sexual de um cara terrível e perdeu a mãe de repente a um aneurisma cerebral. O tanto que ela batalha pra salvar o mundo ela também batalha pra salvar sua vida pessoal. Ela sem dúvida é uma das personagens mais plenamente desenvolvidas e humanas na história da TV, um ícone e modelo dos tempos modernos.


Pocahontas TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

2. Pocahontas

As princesas clássicas da Disney são péssimos modelos para as meninas, ensinadas para ser donas de casa e servir ao 'príncipe encantado' que irá salva-las. Pocahontas foi a primeira princesa da Disney a remar contra a maré, e por isso mesmo ela não se tornou um produto da linha de 'princesas' ao lado da Cinderela, Bela e Aryel. Pocahontas, por ser mente aberta, ficou encantada com o Europeu e sua cultura, mas ela era consciente de suas raízes, seus princípios e não abriu mão de sua identidade por ele. Ela lutou por seu povo, defendeu sua cultura e sua terra e escolheu ficar lá ao invés de seguir seu 'príncipe'. Ela queria um propósito maior para a vida do que casar. Além disso ela tem um senso de humor fantástico e se importava mais com sua força do que com sua beleza.

Elsa Frozen TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

3. Elsa (Frozen)

Elsa, apesar de ser uma rainha e dominar a mágica, não pensa em como isso pode a atrapalhar a ter um marido e achar um rei para se casar. Ela pensa em como isso pode fazer mal à sua irmã, apenas. Elsa é um grande modelo para irmãs, como nunca mostrado antes pela Disney. Além disso, ela é introvertida e não sabe ser irônica como outras protagonistas, mas mesmo assim consegue ser carismática. Ela persevera diante das dificuldades por ser diferente, e aprende a se aceitar dessa forma, supera o medo, aprende a viver sozinha até que outros também possam aceitá-la como ela é.


Phoebe TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

4. Phoebe Buffay (Friends)

Phoebe, personagem de Lisa Kudrow em Friends, não era para ser uma das protagonistas. Mas ela foi apresentando uma personalidade única na série que acabou rendendo a atriz vários prêmios. Phoebe enfrentou o suicídio da sua mãe solteira ainda na infância, não conhecia seu pai e ajudou a cuidar do irmão ainda pequeno. Se envolveu no submundo das ruas, com drogas e até com prostituição. Mas ela preservou seu coração puro e seu senso de humor. Continuou cantando e fazer suas músicas que todos julgavam horríveis, mas ela não se importava pois ela amava fazer isso. E teve forças para dar suporte a seus amigos em momentos duros e ainda ser barriga de aluguel de seu próprio irmão. Numa sitcom de humor leve, Phoebe é um grande exemplo de mulher com passado negro que se manteve forte e com um coração puro.


Korra TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

5. Korra (Avatar: The Legend of Korra) 

Quando Korra foi desenhada, o estúdio que a criou deu a ela um corpo muscular e mais 'troncudo' que as demais personagens femininas que já haviam desenhado. Desde criança, Korra treina por ser o Avatar. E mesmo assim ela é 'bela'. Uma forma alternativa de beleza. A mulher pode praticar esporte, ser musculosa, isso não é uma coisa estritamente masculina. Korra é forte, lutadora habilidosa e uma verdadeira heroína não só pelas suas habilidades mas pela sua força de vontade. Ela também é impulsiva e aprende com seus erros no decorrer da série. Sem falar do final, quando Korra serve de exemplo para as meninas se aceitarem, amar quem elas quiserem, e serem honestas consigo mesmas.


Carrie Homeland TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

6. Carrie Mathison (Homeland) 

Carrie é a mistura perfeita de uma mulher forte e independente com vulnerabilidades de partir o coração. Vendo Homeland por vezes queria dar um abraço nela e dizer "Você está indo bem, menina! Vai ficar tudo bem ". Carrie é envolvida numa conspiração e se vê dividida entre seus sentimentos pessoais, seus problemas psicológicos e sua ética de trabalho. Carrie é um tipo de personagem fria, sempre disposta a fazer o que for preciso para parar os bandidos - mas muitas vezes é interrompida pela burocracia e por joguinhos políticos que a impedem de fazer a coisa certa. Mas Carrie é firme em suas crenças e encontra maneiras de burlar o sistema. Além disso Carrie sofre de transtorno bi-polar e ela está sob medicação pesada. Qualquer um que já passou ou enfrenta crises de depressão consegue se identificar com o nível de nuance da personagem. Muitas vezes, Carrie vai ser errática em seu comportamento e isso adiciona um nível de incerteza para sua personagem - ela está certa, ou é apenas sua condição cegando-a? Por isso tudo Carrie Mathison nos mostra vulnerabilidades e emoções - e AINDA ASSIM é um modelo forte, não apenas para as mulheres, mas para qualquer pessoa que sofre de um transtorno mental. 


Lisa Simpsons TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

7. Lisa Simpson (Os Simpsons) 

No mundo louco dos Simpsons, em que os episódios são aleatórios e os acontecimentos cada vez mais absurdos, Lisa se destaca como uma feminista incansável, talvez a maior personagem animada feminista de todos os tempos. Ela conhece a tecnologia e defende seu uso para o bem; ela é intelectual e lê os mais diversos conteúdos e pode conversar sobre quase tudo, de Pablo Neruda a Lady Gaga; ela é romântica mas também é racional e sempre batalha pra equilibrar emoções com razão; ela questiona tudo, até a religião que seus pais lhe impõem;  ela não se conforma com o sistema patriarcal; ela é insegura e assume isso; ela batalha para ter um futuro brilhante, e com certeza será a primeira presidente mulher. Ela prova que uma menina pode ser engraçada, forte e inteligente apesar das circunstâncias. 


Arya Game of Thrones TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

8. Arya Stark (Game of Thrones / A Canção do Gelo e do Fogo)

Desde pequena Arya queria ser uma cavaleira, lutar com espada, mas sua mãe a fazia usar vestidos e se comprotar como uma lady. Mas aos 7 anos Arya viu seu pai ser enforcado, sua família ser jurada de morte, sua mãe e seu irmão sendo mortos e seus demais irmãos morrendo de um a um. Sua casa, sua terra, tudo foi tirado dela, e ela teve que viajar prisioneira do soldado do rei que matou seu pai. Ao invés de se encolher e chorar como se presumiria de uma menininha de 7 anos, Arya luta, levanta sua pequena espaga agulha contra grandes soldados pois sabe que é a única coisa que pode fazer. E quer vingar sua família. Mesmo tão nova, aos poucos vai ganhando a malícia de uma mulher adulta, de uma corajosa cavaleira. Mesmo sem grandes habilidades, ela se deixa comandar por suas emoções e usa sua sede por sobrevivência para guiá-la. Não importa se ninguém virá salva-la. Um grande exemplo para as meninas de hoje.


Michonne Walking Dead TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

9. Michonne (The Walking Dead)

Michonne é uma personagem da série de TV originada dos quadrinhos The Walking Dead, que se passa em um mundo pós-apocalíptico onde os mortos ressuscitam e comem os seres humanos. Michonne é a pessoa mais perigosa para se cruzar num apocalipse zumbi. Uma mulher negra com um olhar assassino e habilidade ímpar com a katana. Em questão de segundos ela consegue aniquilar quem cruza seu caminho. Mas no passado ela era uma juíza, bem sucedida, que tinha um relacionamento estável. Após o apocalipse zumbi, ela passou a andar carregando consigo os zumbis de seu namorado e do seu pai. Ela se prova forte, habilidosa e cheia de força de vontade na luta pela sobrevivência. Ela não é um ogro. Ela é inteligente e feminina, ao mesmo tempo uma leoa ágil para matar. E além disso, valoriza muito sua cultura africana, sem em nenhum momento ser caricata.


Joan Mad Men TOP 10 melhores heroínas da ficção (8 de Março: Dia das Mulheres)

10. Joan Holloway (Mad Men)

Joan Holloway (Christina Hendricks)é uma personagem contraditória e uma das heroínas mais polêmicas da TV. Ao mesmo tempo que ela é extremamente feminina e respeita os homens no ambiente dos anos 60 em que a série se passa, ela também luta para que as mulheres sejam respeitadas e usa sua sensualidade para conquistar seu espaço quando encontra homens que querem se aproveitar dela pelo caminho. Foi a forma que ela encontrou para se proteger num mundo comandado por lobos. Ela é sexy e também muito inteligente. Por exemplo, em um período em que só os homens poderiam ter sexo sem compromisso, Joan transava quando quisesse e não se deixava diminuir por isso. E fazia com que o personagem mais machista da série, o protagonista Don Drape, admirasse sua força matriarcal. 




Alguma outra grande personagem que deveria estar na lista? Comente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...