quinta-feira, 9 de julho de 2015

Divertida Mente (Inside Out): Porque este é o melhor filme da Pixar?



Todos os filmes lançados pela Pixar até hoje são grandes animações, com roteiro criativo, emocionante e personagens marcantes como UP, Toy Story 3, Nemo, Wall-e e Monstros SA. Não seria diferente com “Divertida Mente” (Inside Out). Porém, dessa vez a parceria Pixar/Disney conseguiu se superar, conseguindo abordar um tema complexo (maturidade emocional) de forma divertida, leve e extremamente tocante. 

A história se passa 90% na cabeça da Riley, que passa por profundas mudanças. Como todos nós, Riley é guiada pelas emoções – Alegria, Medo, Raiva, Nojinho e Tristeza. As emoções vivem no centro de controle dentro da mente de Riley, onde a ajudam controlando suas reações à acontecimentos da vida cotidiana. Conforme Riley e suas emoções se esforçam para se adaptar à nova casa em São Francisco, começa uma agitação no centro de controle. Embora Alegria, a principal e mais importante emoção de Riley, tente se manter positiva, as emoções entram em conflito sobre qual a melhor maneira de viver em uma nova cidade, casa e escola.


Os visuais são impressionantes. A forma como o mundo real e o cérebro são contrastados é espetacular: o mundo real com uma paleta de cores mais suave, e o cérebro repleto de cor. As cores e caracterização dos personagens também são excelentes.

O enredo foi incrível. Eu esperava que o filme fosse focar em algum grande evento, como uma morte na família ou divórcio dos pais, para ver como Riley iria reagir a isso. No entanto a Pixar decidiu focar em um conceito tão simples, em mudanças. Isso fez do filme mais leve, relacionável, e nada pareceu forçado.

A dublagem brasileira também ficou muito boa, com Dani Calabresa, dando voz para Nojinho, Otaviano Costa como Medo, Katiuscia Canoro interpretando a Tristeza, Miá Mello como Alegria e Léo Jaime emprestando a voz para a Raiva.


E a Pixar sabe como te socar nas emoções. A prova disso é como um personagem singelo como Bing Bong, amigo imaginário da Riley, consegue te emocionar tanto. Enquanto durante todo filme todo o público gargalhava, o silêncio na sala do cinema em uma das cenas era quase paupável, quebrado por algumas fungadas de emoção.

Os pequenos detalhes fazem desta ser a melhor animação da Pixar: O subconsciente ser o lar de todos os "encrenqueiros", as tramas entrelaçadas dentro e fora da cabeça da Riley, a forma como ele faz com que o público se conecte emocionalmente com o filme naturalmente... 

“Divertida Mente” não só é a melhor animação da Pixar como um dos melhores filmes que vejo em anos. Uma grande produção para todas as idades.



Título original: The Inside Out
Distribuição: Disney
Data de estreia: 18/06/15
País: Estados Unidos
Gênero: animação
Ano de produção: 2015
Duração: 94 minutos
Classificação: Livre
Direção: Pete Docter
Roteiro: Pete Docter







Trailler:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...